Basta de telas

Compartilhe este post

Tela não é coisa de criança! Não entre nessa onda.

A cada dia vemos mais produtos vestidos de “infantis” induzindo muitas famílias à introdução de telas e mídias para crianças desde a saída da maternidade!

“Ah, dra, mas ele fica tão quietinho”
“Meu filho só come com a tela!”
“Mas ele repete a musiquinha! Não é fala?”

Pois é… e inúmeras outras frases que ouvimos todos os dias sobre o cotidiano de crianças com atraso de fala, atraso no desenvolvimento, problemas de sono, dificuldade de interação e no controle de emoções (principalmente a raiva)!

Fato é que a criança não aprende a esperar se pode trocar o vídeo, passar, voltar… o desenvolvimento cerebral e motor precisa dos desafios diários, de aprender a lidar com os sentimentos, a angústia de ter que esperar e aprender como não surtar por isso!

Tudo que a criança repete foi ensinado à ela, ela não saberia entreter-se com uma tela enquanto come se nunca tivesse sido exposta!

Bebês fazem barulho e bagunça! Choram, gritam e solicitam muita atenção!

A criança precisa entender que está inserida numa sociedade onde todos temos direitos e deveres! Ter frustrações faz parte da vida! A educação emocional da criança começa no aprendizado do apego, no olhar, no sorriso, nas expressões que pais e familiares utilizam.

Eu sei que muitos pais dirão que com os seus respectivos filhos nada aconteceu, que bom! Mas não é essa a realidade de muitas outras famílias. Seja respeitoso 😉

Veja mais posts

Sinais de autismo em bebês

Muitas crianças com Transtorno do Espectro Autista (TEA) mostram diferenças no desenvolvimento quando ainda são bebês! Especialmente em habilidades sociais